Nutrição / Saúde Complementar

LUTEÍNA É EXCELENTE PARA O CÉREBRO: TEM NO ESPINAFRE, NO AGRIÃO E EM OUTROS ALIMENTOS

Um estudo realizado na Universidade de Illinois demonstrou a importância do consumo de alimentos ricos em luteína para a manutenção da saúde cerebral. Veja quais alimentos contêm esta substância preciosa:

Mais uma razão de peso para você privilegiar o consumo dos vegetais verde-escuros em sua alimentação, desde a infância. Mas, não só as folhosas têm luteína, veja bem: não se esqueça dos ovos e do abacate, riquíssimos neste carotenóide natural.  

O estudo em questão confrontou exames de sangue de 60 adultos entre os 25 e os 45 anos em análise comparativa com as ingestões de alimentos ricos em luteína – as hortaliças folhosas verdes (espinafre, agrião, couve, rúcula), os ovos e o abacate- e comprovou que aqueles que tinham maior concentração de luteína no seu sangue também tinham menos comprometimento neuronal, situação que é esperada com o envelhecimento.

LUTEÍNA É ÓTIMA PARA O CÉREBRO

Consumir alimentos ricos em luteína ajuda a manter um cérebro saudável e jovem por mais tempo:

“À medida que envelhecem, as pessoas passam por um declínio natural. No entanto, nosso trabalho evidencia que esse processo se inicia muito antes do esperado. É possível começar a notar certas diferenças por volta dos 30 anos”, afirma a pesquisadora Anne Walk.

A hipótese é de que a luteína é capaz de prevenir o comprometimento dos neurônios, resultante do processo natural de envelhecimento, e de que é importante incrementar o consumo dos alimentos ricos em luteína durante as primeiras décadas da vida.

A luteína também é importante para a saúde dos olhos e da pele, na manutenção do sistema imunológico, na defesa contra os radicais livres e na proteção contra a formação de tumores.

 ONDE HÁ LUTEÍNA?

Fora ser encontrada nas folhosas verde-escuras já citadas acima, abacate e ovos, também há muita luteína no milho, no aipo, no alface, brócolis e nas pétalas de algumas flores (capuchinha e nastúrcio por exemplo).

Fonte:.greenme/Alice Bran

Tags: ,

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*